Prêmio ABRE da melhor tese

Candidatos concorrendo ao Prêmio ABRE da melhor tese 2021

Alan Souza

Aline dell Orto

Antoinette Kuijaars

 

Cristina Oliveira

Emerson Pessoa

Fanny Vrydagh

Isael Sena

Jessica Blanc

Joanna Moszczynska

Juliana Machado

Laura Squillace

Laurine Sezerat

Liszt Vianna

Matheus Duarte

Milena Estorniolo

Pauline Iosti

Priscilla Quirino

Sara Clamor

Yamê Paiva

Prêmio ABRE da melhor tese – 2020

Dos 25 candidatos concorrendo ao prêmio ABRE da melhor tese sobre o Brasil no ano 2020 havia uma vencedora

 

Nathalia Capellini Carvalho De Oliveira – Université Paris-Saclay

Historicizar as barragens da Amazônia brasileira: meio ambiente, conflito e política na planificação e na construção de Tucuruí (1960 – 1985)

 

e duas menções honrosas 

Fernanda Odilla Vasconcellos de Figueiredo – King’s College London

Oversee and punish: Understanding the fight against corruption involving government workers in the federal executive branch in Brasil  

 

Alessandra Rondini – Université Jean Moulin Lyon 3 – Università di Genova 

Per una traduzione di immagini. Il Nordest degli anni Trenta in Italia. Jorge Amado, Graciliano Ramos e José Lins do Rego: il libro-archivio 

 

Prêmio ABRE da melhor tese – 2019

Havia dois vencedores do prêmio ABRE da melhor tese sobre o Brasil no ano 2019.

 

Octavie Eugénie Paris – Université Jean Moulin Lyon 3 – Université de Lyon

Habiter un logement populaire locatif du centre-ville: la place des cortiços à São Paulo, Salvador et Belém

 
Daniel Belik – University of St. Andrews

Indigenous Routes: Interfluves and Interpreters in the upper Tapajós (c.1750 to c.1950)