Relatório ABRE – 2017/2018

O Comitê Executivo da ABRE, eleito para o biênio 2017-1019, durante o primeiro congresso da Associação em Leiden, em junho de 2017, foi composto das seguintes pessoas:

Marianne Wiesebron – Presidente
Mônica Raisa Schpun – Vice-Presidente
Sofia Venturoli – Secretária
Georg Wink – Tesoureiro
Sónia Sofia Ferreira – Diretora executiva para comunicação
Vinicius Mariano de Carvalho – Diretor executivo para financiamentos

Como deliberado no Estatuto aprovado, a Vice-Presidência levaria consigo a responsabilidade de organizar o congresso subsequente da Associação. Esta tarefa foi abraçada pela Vice-Presidente eleita e o Congresso de 2019 será em Paris, na École de Hautes Études en Science Sociales (EHESS). Decidiu-se pelas datas de 18 a 20 de setembro de 2019.
O Comitê Executivo eleito reuniu-se por 6 vezes durante o período de um ano, entre encontros através de plataforma digital ou presenciais, em Paris.

22 de junho de 2017
Neste primeiro encontro deliberou-se sobre as questões práticas ligadas à criação de um website para a Associação; sobre os detalhes de cada uma das funções do Comitê Executivo; sobre a criação de uma newsletter que traga notícias e anúncios da Associação; sobre os detalhes da abertura de conta bancária da Associação para fins do gerenciamento dos fundos (decidiu-se por abrir esta conta bancária na Dinamarca, tendo em vista as facilidades burocráticas naquele país e pelo fato de o tesoureiro da associação residir naquele país).

No segundo encontro, em 18 de setembro de 2017, o CE deu continuação ao trabalho de registro da Associação, com a verificação final dos termos do Estatuto e sua tradução para o inglês. Discutiu-se ainda sobre a necessidade da difusão da Associação entre outras instituições e países na Europa, com vistas a aumentar a capilaridade da representação e participação no Congresso. Para isso, foi criada uma base de dados para registro e filiação de novos membros e deu-se início ao processo de revisão do website www.abre.eu.

O terceiro encontro foi presencial, em Paris, em 22 janeiro 2018
Nesta reunião o CE discutiu a distribuição das tarefas na Associação e coordenou-se procedimentos de tomada de decisão e compartilhamento de responsabilidades. Discutiu-se também sobre a necessidade e progresso em contato com outras associações de caráter semelhante à ABRE, a fim de coordenar atividades e favorecer a promoção mútua de atividades e oportunidades.
Decisões sobre a newsletter da ABRE foram tomadas e definiu-se procedimentos para registro na Associação, filiação e participação no Congresso. Discutiu-se também a gestão financeira da Associação e os possíveis meios de se angariar fundos de suporte ao Congresso de 2019.
A Vice-Presidente apresentou os planos para o congresso de 2019, com as ideias principais, os desafios e um plano de trabalho para a continuação da preparação. Para facilitar a operacionalidade do site, o mesmo foi transferido para outro provedor com maior acessibilidade para a equipe da Vice-Presidente, em Paris.
O CE também discutiu sobre a necessidade de uma manifestação pública em relação à situação das universidades brasileiras e decidiu-se por uma carta que manifestasse o apoio da Associação aos colegas acadêmicos brasileiros.
Na parte da tarde do mesmo dia, a Vice-Presidente, Mônica Raisa Schpun, organizou um colóquio aberto sobre a situação dos estudos brasileiros na Europa e houve significativa participação. Este evento serviu, de certa forma, para aumentar a visibilidade da Associação na França, sede do congresso de 2019.

Em 18 de abril 2018, houve a quinta reunião do CE, na qual reportou-se os progressos com relação à organização do congresso. Deliberou-se sobre deadlines de registro para o congresso, procedimentos de registro, submissão de trabalhos e composição de painéis. Reportou-se os contatos estabelecidos com instituições brasileiras, incentivando a participação das mesmas no congresso.
O CE também discutiu sobre a necessidade de um posicionamento da ABRE sobre situação política no Brasil e sobre quais meios utilizaríamos para manifestar a posição da associação.

Em junho de 2018 o CE reuniu-se novamente e discutiu-se a divulgação do congresso, especialmente através de mailing-lists, Facebook e outras mídias sociais.
Discutiu-se muito sobre financiamento externo. O diretor Executivo para Financiamentos reportou não ter tido sucesso na busca por financiamentos externos e quais as estratégias a se empregar para este fim.
A Vice-Presidente trouxe a ideia da criação de uma premiação para teses de doutorado sobre temas relativos ao Brasil. Deu-se início ao processo de formulação dos termos desta competição e dos modelos possíveis de premiação.
No intervalo entre a reunião de abril e junho, a Presidente da ABRE, Marianne Wiesebron, teve de se afastar das atividades por questões de força maior e a Vice-Presidente, Mônica Raisa Schpun, assumiu a presidência, conforme previsto nos estatutos.
Esta reunião de junho também encerra o primeiro ano de atividades do CE. Neste primeiro ano, passos muito concretos foram dados na consolidação da Associação. A secretaria do CE manteve registro cauteloso de todos os procedimentos. A tesouraria fez trabalho muito eficiente em estabelecer a conta bancária, organizar detalhes quanto aos pagamentos internacionais e manter as contas transparentes e atualizadas. A diretoria executiva de comunicação criou e alimentou a newsletter, bem como alavancou a presença da ABRE nas mídias sociais, especialmente no Facebook, permitindo uma maior visibilidade da associação e divulgação do congresso de 2019. Até o momento em que pode acompanhar as atividades, a Presidente continuou com sua dedicação, já demonstrada anteriormente na organização do primeiro congresso em junho de 2017. A Vice-Presidente, acumulando as funções da presidência, desdobrou-se em esforços e dedicação, não apenas par ao funcionamento da associação, mas na preparação do congresso de 2019, já cuidadosamente organizado. A Vice-Presidente foi muito bem-sucedida em encontrar fundos extras para a associação e as previsões para o congresso de 2019 em Paris são promissoras.

Em julho de 2018 a CE reuniu-se novamente. Decidiu-se que a Vice-Presidente irá representar a ABRE no congresso da BRASA no Rio de Janeiro no mesmo mês de julho. A BRASA, associação irmã da ABRE, ofereceu bom espaço no congresso para a divulgação da ABRE e do congresso de 2019 em Paris. Nesta mesma reunião discutiu-se mais sobre o prêmio de teses. A ideia inicial era promover a publicação das teses premiadas. No entanto, o CE concluiu que o melhor seria mesmo um prêmio em dinheiro para o ganhador. Ainda que a diretoria executiva para financiamentos não ter tido sucesso na busca por fundos, a Vice-Presidência conseguiu fundos suficientes para a primeira premiação. Os critérios para a submissão de teses foram discutidos e decidiu-se pelo anúncio do prêmio já no início do segundo semestre de 2018.
A diretoria executiva para comunicação reportou que a newsletter começa a ter boa circulação e aceitação e os prognósticos para o congresso de 2019 correspondem as expectativas iniciais.

 

Baixe o pdf do relatório aqui:

Relatório ABRE 2017-2018