Relatório ABRE 2019-2020

Neste ano de atividades, o Comitê Executivo seguiu com reuniões regulares apenas por vídeo conferência, devido à pandemia do Covid-19. Foram no total 7 reuniões nas seguintes datas:

7 de outubro 2019

11 de dezembro de 2019

10 de fevereiro 2020

2 de marco de 2020

28 de maio de 2020

23 de setembro de 2020

16 de novembro de 2020

Os trabalhos fundamentais deste ano foram os seguintes:

1 – Eleição da representante de Doutorand@s

Em votação realizada virtualmente com a participação dos membros efetivos da ABRE, no período de 21 e 25 de outubro de 2019, Annelise Erismann (Universidade de Lausanne) foi eleita para a função de Representante de Doutorand@s com 26 votos.

2 – Substituição da Diretora Executiva para atividades orgânicas da associação através de novas eleições

Diante do pedido de demissão, por motivos pessoais, da recém empossada Diretora Executiva para atividades orgânicas da associação, foram realizadas virtualmente novas eleições com a participação dos membros efetivos da ABRE no período de 6 a 13 de março de 2020. Eduardo Jorge (Universidade de Zürich) foi eleito como novo Diretor Executivo para atividades orgânicas da associação com 30 votos.

3 – Revisões no regulamento do Concurso de Teses

Considerando-se a experiência do segundo e do terceiro ano da associação, notou-se que alguns pontos do regulamento deveriam ser modificados. No que se refere à documentação, para o Concurso de Teses 2020 passou a ser necessário apenas enviar a versão eletrônica da tese e documento comprobatório da defesa. Para o Concurso de Teses 2021, no tocante aos pré-requisitos para a candidatura, a condição de a tese estar no prelo foi substituída pela de “não estar publicada sob a forma de livro no momento da premiação”.

4 – Concurso de Teses 2020

O concurso de teses consolidou-se com a submissão de 31 teses, das quais 28 foram homologadas (dossiês completos), de 17 diferentes universidades. O CE decidiu sobre os regulamentos e critérios para o concurso e convidou os seguintes professores e professoras para a composição do Júri:

Antoine Acker (Universidade de Zürich)

Bruno Barretto Gomide (USP)

Charles Pessanha (UFRJ)

Cristina Buarque de Holanda (IESP-UERJ)

Euridice Figueiredo (UFF)

Fernanda Peixoto (USP)

Jacqueline Penjon (Sorbonne Nouvelle – Paris 3)

Kaori Kodama (Fiocruz)

Marcio Seligmann-Silva (UNICAMP)

Roberto Kant de Lima (UFF)

Rubens Machado Junior (USP)