Conferência de abertura do III Congresso da ABRE

Markéta Křížová, Charles University (Praga, CZ)

“Czech traveler Alberto Vojtěch Frič and the Efforts to protect Brazilian natives at the beginning of the 20th century”

The presentation will focus on brief, but intense period at the turn of the 19th and 20th century when the paths of Czech and Brazilian societies crossed – not only due to the fact of substantial migration from the Czech Lands to Brazil, but also because of the Czech travellers and scientists who informed their fellow countrymen about the South American country and its inhabitants. Specifically, the presentation will focus on the initiatives of Vojtěch Frič, Czech adventurer and traveler, botanist and anthropologist, who during his stays in southern Brazil enthusiastically engaged in the efforts to protect the native inhabitants from the encroachments of white settlers. While he did not succeed in his efforts, not only did Frič’s rhetoric leave traces that can be detected in the subsequent activities of Cândido Mariano da Silva Rondon and his supporters, but also he was able to bring the plight of native Brazilians to the attention of European intellectuals.

Markéta Křížová (*1974), Universidade Carolina em Praga, República Tcheca

Professora Doutora do Centro de Estudos Ibero-Americanos na Faculdade de Letras, Universidade Carolina (CUNI), e desde 2018 também é Vice-Diretora de Relações Internacionais e Chefe do Centro de Estudos Africanos na CUNI.

Como Pesquisadora, foi agraciada com uma bolsa para estada de estudos na Universidade do Texas em Austin, Estados Unidos (2002). Realizou doutorado no México (2002). Foi-lhe cedido um posto de pesquisa no Instituto Ibero-Americano em Berlin, Alemanha (2017). Foi Professora Visitante no âmbito da Cátedra Jan de Vos no Centro de Investigações e Estudos Superiores em Antropologia Social do Colégio da Fronteira Sul, Unidade Cristóbal de Las Casas, México (2018).

Como Professora, leciona sobre culturas nativas da América Latina, história colonial, história de transferências culturais, história de relações atlânticas assim como métodos e técnicas de historiografia.

Academicamente, seu foco de interesse reside na história da expansão ultramarina, em migrações e transferências culturais bem como na história intelectual, incluindo a história de museus e do pensamento racial.